Novo ensino médio: o que é projeto de vida? - Intersaberes

Blog

Novo ensino médio: o que é projeto de vida?

30 de julho de 2021


A elaboração de um novo ensino médio busca romper com as limitações do modelo tradicional brasileiro, até hoje marcado pelas altas taxas de evasão. A proposta é que os três últimos anos da educação básica fomentem o protagonismo estudantil, desenvolvendo o aluno como pessoa, profissional e cidadão. Busca-se uma educação personalizada, que deixa de avaliar os estudantes sob as mesmas métricas e possibilita que cada um identifique suas áreas de interesse.

Leia também: Novo ensino médio – entenda os itinerários formativos

Os itinerários formativos estão entre as mais expressivas mudanças trazidas pelo novo ensino médio. São conjuntos de disciplinas, projetos, oficinas e estágios em diferentes áreas, que compõem a parte flexível do currículo. Desta forma, o aluno tem a oportunidade de se aprofundar em experiências que dialogam diretamente com seu próprio projeto de vida. De acordo com as diretrizes do novo ensino médio (estabelecidas na Lei nº 13.415/2017, artigo 3º): 

“Os currículos do ensino médio deverão considerar a formação integral do aluno, de maneira a adotar um trabalho voltado para a construção de seu Projeto de Vida e para sua formação nos aspectos físicos, cognitivos e socioemocionais”.

Leia também: Entenda as mudanças na BNCC para o novo ensino médio

Mas o que seria o projeto de vida, este importante componente curricular do novo ensino médio? Compreenda como ele viabiliza uma formação integral e personalizada aos alunos:

O QUE É PROJETO DE VIDA 

O projeto de vida é uma competência que será abordada e desenvolvida em todas as escolas, a partir da vigência do novo ensino médio. Visto que o ensino médio é a ponte que conecta a educação básica ao ingresso na universidade e no mercado de trabalho, a intenção é otimizar esta travessia. É permitir que, ainda na educação básica, o aluno consiga validar suas competências e interesses para investir em seu futuro profissional e pessoal satisfatoriamente. Cabe à escola, portanto, promover práticas e reflexões que incentivem a investigar e elaborar o projeto de vida de cada estudante.

OBJETIVOS DO PROJETO DE VIDA

O principal objetivo do projeto de vida é fomentar o protagonismo e a autonomia do estudante em suas escolhas. Focado na formação integral, o projeto de vida estimula o desenvolvimento de habilidades como cooperação, compreensão, domínio de tecnologias, defesa de ideias e análise crítica da realidade. Promove, em última instância, o autoconhecimento, estimulando os alunos a refletirem com profundidade sobre suas identidades e papéis na sociedade. Este mergulho interno dá ferramentas, em teoria e em prática, para decisões e planejamentos mais conscientes sobre o futuro. Nas diretrizes do novo ensino médio, este processo reflexivo inicia ainda na educação básica, respaldado por profissionais capacitados para instigar e apresentar possibilidades.

Leia também: Novo ensino médio – o que deve mudar na capacitação de professores?

DIMENSÕES DO PROJETO DE VIDA

A abordagem do projeto de vida deve passar pelas três dimensões intrínsecas ao planejamento de futuro: pessoal, profissional e social. O aspecto pessoal estimula a autodescoberta: quem sou, como me reconheço, o que almejo – sempre respeitando a identidade, história e valores de cada um. No aspecto profissional, desenvolvem-se competências exigidas pelo mercado de trabalho mas que também produzem sentido na esfera pessoal. Empreendedorismo, inteligência socioemocional, domínio de tecnologias, criatividade e também habilidades técnicas que facilitam o ingresso na vida profissional. Por fim, o aspecto social foca no papel de cidadão e de agente ativo nas relações interpessoais. Promove o senso de responsabilidade coletiva, de ética e empatia, com as pessoas e com o meio ambiente.

PROJETO DE VIDA NA ESCOLA – COMO?

Trazer o projeto de vida como competência na dinâmica escolar é um dos desafios propostos pelo novo ensino médio. Existem diversas abordagens a serem exploradas por professores e instituições de ensino, desde que o foco esteja no reconhecimento das potencialidades dos alunos. Avaliações contínuas devem ser adotadas a fim de mensurar a evolução de competências que fogem do currículo tradicional. Interação, comunicação, escuta, cooperação, partilha e realização devem ser estimulados pela abordagem da escola.

O mundo está mudando e a educação básica precisa acompanhar. O novo ensino médio é um dos primeiros passos rumo à educação que forma cidadãos capacitados para as necessidades do mundo atual. Sua efetivação a nível nacional ocorrerá em 2022 e o prazo para adaptação nas escolas está acabando! Se sua instituição precisa de respaldo neste momento de transição, conte com quem atua no mercado educacional com excelência há mais de 15 anos. A Editora Intersaberes está preparando novidades para auxiliar na implementação do projeto de vida, dos itinerários formativos e do novo ensino médio como um todo. Assine nossa newsletter e receba em primeira mão. 

Deixe seu comentário